sábado, 22 de maio de 2010

Santa Rita de Cássia


Bom dia meninas...


Hoje é dia da Santa de minha devoção...Santa Rita de Cássia.


Quando eu estava entrando na adolescência e passado por aquele momento em que nos sentimos perdidos, me apeguei à fé. Sempre estudei em colégio de freiras e uma das irmãs era muito minha amiga.


Bem, nesta época descobri em uma gaveta aqui em casa um livro que contava a história dos santos e passei a admirar Santa Rita por causa disso.


Hoje não sou mais católica, então não vejo mais estas entidades como santos, mas como espíritos de luz. No fundo o nome dado, pouco importa...


Pra quem ficou curiosa, ai vai a história de Santa Rita.


Santa Rita de Cássia, nascida Rita Lotti, na cidade de Roccaporena em 1381, Foi uma filha obediente, esposa fiel, esposa maltratada, mãe, viúva, religiosa, estigmatizada e santa incorrupta. Santa Rita experimentou tudo, mas chegou a santidade porque em seu coração reinava Jesus Cristo. Muito jovem foi dada em esposa a um homem iroso e brutal com o qual teve dois filhos, todavia com o seu doce amor e paixão conseguiu transformar o caráter do marido e fazê-lo mais dócil. Santa Rita conviveu e dividiu a dura vida das pessoas do seu pequeno bairro. O marido foi assassinado e dentro de pouco tempo os filhos também o seguiram na sepultura. Ela porém não se abandonou à dor, à desesperação, ao rancor e ao desejo de se vingar, ao contrário conseguiu em modo heróico a afogar a sua dor através do perdão aos assassinos do marido. Fez de tudo para que a familia do marido fizesse as pazes com os assassinos, interrompendo assim a espiral deódio que se era criada.Entrou em convento e viveu os últimos 40 anos de vida em assídua contemplação, penitência e oração, completamente dada ao Senhor. Santa Rita, 15 anos antes de morrer, recebeu a singular “espinha” daquela chaga dolorosa que lhe foi estampada na testa, que incessantemente lhe causou terríveis dores e os sofrimentos inauditos da coroação de espinhos.A Sua foi uma vida de cruz, suportou a dor que lhe apertava a alma e lacerava as carnes porque compreendeu a sabedoria da Cruz. Assim trocou a dor em uma incredível expressão de amor que doa sem pedir e a transformou em uma força enorme de elevação espiritual. Era aquele amor que loda Deus apesar dos sofrimentos: em uma forma mais pura e maior da caridade.Santa Rita difundiu a alegria do PERDÃO imediato e generoso, da PAZ amada e por isso a persegue como bem supremo, do AMOR fraterno intenso e sincero, da extrema CONFIANÇA em Deus, completa e filial, da CRUZ levada com Cristo e por Cristo. Ela nos exorta a confiar em Deus para que se faça em nós os desígnios divinos. Faleceu no dia 22 de maio em Cássia, de 1457. Foi uma monja agostiniana da diocese de Espoleto, Itália. Foi beatificada em 1627 e canonizada em 1900.
Santa Rita de Cássia, rogai por nós!




Agora, mais do que nunca preciso agradecer por nunca ter esmorecido e perdido a minha fé!


Um dia abençoado pra todos nós!!!






Ah, hoje é o casamento da Gabi, do Noiva.com...PARABÉNS GABIIIIIIII!!!





Bjokas

Um comentário:

Mayra Barros disse...

Olá.. tem selinho pra você lá no meu blog.. Bjs!!

Mayra Barros
http://simplesmentenoiva.blogspot.com/